Cadê o ânimo que estava aqui?!

O mundo corporativo sempre me causa indagações e uma que eu sempre vivi foi sobre o meu papel nesse ecossistema e o reconhecimento ao longo do percurso.

Normalmente, grandes empresas ao longo de sua trajetória acabam por se esquecer de quem está na base e por tanto ajudado a construir as metas e o sucesso tão almejado.

Aí você pode estar pensando… NADA A VER THAIS! Para mim eu só quero o dinheiro na conta.

E isso está mais do que bem!

Para mim uma das coisas que me faz sentir bem é o reconhecimento.

Em termos “técnicos” isso se chama valor. Para outros pode ser chamado apenas de guia ou direcionador da minha vida.

No final do dia, o que importa mesmo é o que te faz sentir realizado, completo e cumprindo a sua paixão.

Na minha história muitas vezes senti que as empresas e, em especial, os gestores acabam por se esquecer que os valores são diferentes para cada funcionário e que para a sua equipe se manter engajada e performando é muito importante que estejamos atentos a isso.

Inúmeras vezes ao executar um projeto acabava não sendo chamada para a foto oficial ou para o evento com as autoridades que lançariam algo que você estava trabalhando arduamente.

Para alguns frescura, inimaginável e para outros importante!

Realmente acredito que esta é a ponta do iceberg para a insatisfação e a reflexão…

Por isso, se você é funcionário…pare, questione, reflita o que vem acontecendo contigo.

Por que a sensação de realização não está mais igual… se o ânimo para levantar ou mesmo a paciência com as coisas mudaram.

Você sente um incomodo lá no fundo em algumas situações?

É uma fase que você está passando ou seus valores não estão mais sendo supridos?

Ah! Importante dizer que os valores mudam ao longo da vida! Portanto, não estranhe se você pensar: “Mas há dois anos atrás isso não era assim!”

Já para os gestores eu suplico, prestem atenção!!! Observem! Eu sei que a correria e a pressão são sempre enormes.

Mas qual o preço de perder um talento? Qual o custo de começar a ter que treinar uma nova pessoa?

Atitudes simples podem mudar o curso das coisas!

Beijos e abraços,

Thais Lima

Coach e Mentora

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *