Estou desmotivada desse trabalho!

Ao buscar inspiração em um livro que li no primeiro semestre me deparei com a seguinte afirmação:
“Desde os executivos de alto nível até os profissionais da linha de frente, os problemas mais significativos que todos admitiram enfrentar se originam da desmotivação […]”
Neste momento, lembro do meu histórico profissional e de tantas pessoas que gosto e admiro em minha vida a desmotivação foi sempre algo que acabou ocorrendo.
Algumas foram pontuais, fases…
E isso é super comum, todos nós temos!
E como tenho começado a dizer “NADA É FIXO”!
Imprevistos, mudanças e movimentos fazem parte da nossa vida e muitas vezes (se não a maioria das vezes) são eles que nos levam para o próximo nível…
Que nos fazem sair da zona conhecida e segura para algo que faz o nosso coração disparar, nossas mãos transpirarem e então nos “jogarmos” para a próxima aventura.
Ocorre que para algumas pessoas isso acaba se tornando um estado de continuo desanimo e tristeza.
Por que isso ocorre?
Motivos provavelmente não faltarão!
Porém, hoje, quero falar de um MUITO específico: o mundo corporativo e o tipo de gestão realizado pelas empresas.
Você recebe feedback de qualidade?
Você sente que está sempre correndo atrás de alguma coisa?
O próximo curso, a próxima área, o próximo desafio e por aí vai?
Você tem medo de ficar ultrapassado em meio a tantas mudanças?
Você sabe para onde e o porquê você está indo?
Se você respondeu “Sim” para a maior parte das perguntas, UAUUUU fico muito feliz, porque essa não é a realidade da grande maioria.
Escutava e escuto com muita frequência que os feedbacks, as negativas de aumento salarial ou mesmo promoção são cada vez mais vazias, cada vez mais sem estrutura ou qualquer tipo de cuidado.
Eu mesma vivi isso!
E posso dizer que é RUIM DEMAIS!
Além disso tem aquela cultura FDP (desculpem, mas não tinha outra palavra que eu conseguisse utilizar) da gestão pelo medo…
Você não pode errar, você não pode não saber, você não pode esquecer, você não pode dizer…
VOCÊ NÃO PODE NADA, NEM VIDA!
Você “só” pode entregar trabalho perfeito, ter soluções perfeitas, ter networking perfeito, ter timing perfeito…
Agora, se eu não tenho um feedback de qualidade, se nada tem consistência, se eu não tenho clareza do que estou fazendo, nem porque estou fazendo, como posso ser perfeita?!?!
Automotivação?
Ok, pode ajudar! Mas está longe de fazer todos os nossos problemas se resolverem.
Por isso, as pessoas cada vez mais acabam optando por mudar tudo…
Mudam tudo em busca de novidade, de paixão, de HUMANIZAÇÃO!
Ou mesmo como fala a Brené Brow: “Quando errar não é uma opção, não existe aprendizado, criatividade ou inovação.”
Pense nisso!
E se gostou deste artigo não deixe de curtir a minha página nas redes sociais!
Você vai encontrar este artigo e muitoooo mais!
Com carinho,
Thais Lima
Coach de Felicidade e Realização Profissional
Mentora de Gestão de Tempo com Propósito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *